domingo, 13 de janeiro de 2008

Bem-vindo

ILHADOS.COM

Baixa gastronomia e Rio de Janeiro,
com muito mal humor

Tão desagradável quanto trabalhar é arrumar coisas para fazer durante as férias (Deus abençoe os downloads ilegais). Por isso, estou me lançando em um projeto radical, me jogar no mundo e fazer o meu próprio Diário de Motocicleta. Sem lenço e com minha habilitação vencida (aliás, outra coisa que eu deveria resolver nas férias) vou em busca de aventuras, a bordo de um dos veículos mais selvagens que existe.



O Veículo

A Selva
Devido ao baixo orçamento, vou sair com a Ceci rosa da minha digníssima, desvendando os melhores lugares da Ilha do Governador, desde butecos, pontos históricos e demais estabelecimentos bacanas e que poucas pessoas conhecem.

Como é uma coisa bem informal, informações importantes ficarão fora dos relatos, como o histórico do lugar, seus funcionários e receitas, no caso dos butecos. Aviso que a Praia da Bica está fora do roteiro, por razões óbvias. Depois que o Cadilac fechou, esta parte da Ilha perdeu o único quiosque que fazia a diferença.

Quando estiver pronto, vou inscrever o projeto na Lei Rouanet, conseguirei patrocínio e com o dinheiro vou pagar a tão sonhada operação de mudança de sexo que o Júnior quer fazer.

As fotos posicionadas em um mapa podem ser vista aqui ou pelo aba superior do blog.

Contato e sugestões: izidoro@ilhados.com

PS: acho que algum motorista bêbado ou uma mulher bateu com o carro na bicicleta enquanto ela estava estacionada na garagem do prédio. A corrente está saindo toda hora, por isso, não posso confiar muito no meu veículo.

4 comentários:

  1. Não se esqueça de fazer a cobertura dos blocos de rua do nosso bairro, como a Tribo do Cacuia, o Bloco da Ribeira! Hahaha.. Ainda temos os carnavais dos clubes, que, infelizmente, não são mais os mesmos. Lembro de ir no baile de carnaval do Jequiá e do Iate, quando era criança. Também temos três escolas de samba: União da Ilha, Boi da Ilha e Acadêmicos do Dendê. Amei sua iniciativa de falar da Ilha. Mato as saudades. Quando falar em restaurantes, não se esqueça da pizza do Zamak. Registro aqui também minha crítica em relação aquele aquário ambulante em que transformaram nosso antigo Chuá. Ah, também tem uma comunidade no orkut chamadaaa História da Ilha do Governador, que contém dados importantes sobre o nosso bairro e links para fotos históricas. Se vc fizer uma cata no acervo de parentes e pais de amigos também encontrará fotos belíssimas na Ilha quando as praias ainda não eram poluídas. Desculpe a empolgação! Rs. Beijos saudosos.

    ResponderExcluir
  2. Valeu Bruna. Bem lembrado, a pizza de atum do Zamak não tinha entrado na lista e fique tranquila, o Chuá não é alternativo.
    Também gostei das escolas de samba mas os blocos são alternativos demais.
    Vou dar uma olhada na comunidade.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Ah, pois é.. Esses blocos.. Lembro que quando fazíamos o jornal do bairro, fizemos uma edição especial de carnaval. Era uma coisa. E quanto ao Chuá, ele realmente nada tem de alternativo. Rs. Mas acho tradicional. Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Boi da ILha?!?! Meu tio foi um dos fundadores e já foi presidente de lá. Fanático por samba.

    ResponderExcluir