domingo, 29 de março de 2009

Tropa de Elite

Acabei de assitir Notícias de Uma Guerra Particular, de João Moreira Salles. É um documentário de 97 que entrevista traficantes, policiais, a população e autoridades de segurança do estado. Muito bom, todo cidadão deveria assistir. 

Marcinho VP, protagonista do excelente livro O Abusado, é um dos entrevistados. Minha digníssima também leu e assistimos o documentário juntos.

Também é entrevistado o então capitão do BOPE Rodrigo Pimentel, um dos autores do Elipe da Tropa, que originou o filme Tropa de Elite. Comprei esse livro na mesma semana que ele deu uma entrevista no Jô Soares. Para quem não leu, o livro é dividido em duas partes. A primeira é feita com relatos reais de ações da polícia. A segunda é uma história fictícia que mostra como funciona os bastidores do combate ao crime organizado, negociações entre delegados e secretários com os líderes do tráfico. O primeiro Tropa de Elite foi baseado na primeira parte do livro e a continuação na segunda.

O filme é ótimo e estou ansioso para ver a sequencia. Está passando no Telecine e só esta semana já assisti duas vezes. Isso é muito raro, eu, geralmente, só consigo assistir o mesmo filme novamente alguns meses depois. 

Inicialmente ele foi rodado para ter o André Matias como protagonista. Ainda bem que o diretor percebeu que o Capitão Nascimento tinha muito mais potencial e, na boa, o ator que intepreta o Matias é muito fraco.

Tropa de Elite foi muito bem feito. Até o elenco de apoio é do caralho. A cena em que os mecânicos do batalhão discutem se a viatura tem ou não carburador e aquela passada na frente de uma loja de autopeças parecem cenas reais, filmadas enquanto elas realmente aconteciam. 

A parte do livro de onde saiu o filme não possui um personagem. São várias histórias contadas em pequenos capítulos, mas realmente tem um policial que consegue uma bolsa de estudos na PUC. Essa história é sensacional e é uma pena não ter entrado no roteiro. Durante uma manifestação de estudantes, a polícia foi chamada, já as duas pistas de uma rua importantante da Zona Sul fora bloqueada. O policial responsável pela operação foi andando em direção à manifestação. O líder dos estudantes vai ao seu encontro e os dois se encaram no meio da rua.

Os dois eram amigos de infância e falaram brevemente sobre suas vidas. O policial pede para que os estudantes liberem uma das pistas. Como eram grandes amigos, o estudante volta e atende o pedido. Um padre da PUC assistiu a tudo de longe e ficou impressionado com a capacidade do policial em negociar a liberação da pista. Foi até ele, elogiou seu desempenho na negociação, em não apelar para a violência e deu uma bolsa integral. Nessa parte eu me emocionei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário