terça-feira, 21 de abril de 2009

Carrinho de feijão amigo

Minha digníssima sogra voltou a morar no Rio e por isso tenho frequentado bastante a região do Largo do Machado e Catete ultimamente. Antes de chegar ao assunto principal desta postagem, quero falar um pouco da genitora da minha digníssima. Ela também é uma mulher de verdade, adora um buteco, uma criatura da areia e cerveja gelada. Já perdi a conta das vezes que saímos pelas ruas da Lapa fechando vários butecos ao longo da madrugada.

Frequentávamos o Bar das Quengas quando ainda não tinha virado esse point moderninho que é hoje, bebíamos cerveja e comíamos caldinho de feijão entre prostitutas e pombas giras. Quantas pessoas tem a mesma sorte que eu tenho?

Enfim, estávamos bebendo no Escondidinho do Catete quando fomos abordados pelo homem da foto acima. Uma carrinho com várias garafas térmicas e potinhos, vendendo caldinho de feijão. Claro que não poderia deixar a oportunidade passar e pedi um. Por apenas R$3,00 você leva um copo de 200ml de um caldinho completo (feijão amigo, farofa, torresmo, salsinha, pimenta e azeite) e corretíssimo. Tudo muito limpo e quente.

O torresmo não tinha aquela camada borrachenta e estava bem crocante. A farofa no fundo do copo não se misturava com o caldo, virando aquela massa. Com um pouco de técnica é possível pegar uma colher com a farofa seca com todos os outros ingredientes.

Excelente idéia e espero que faça sucesso. Ele pediu o endereço do blog para fazer uma visita.

PS: não esperem atualizações durante este mega-hiper-super-mega feriadão. Abraços.

Nenhum comentário:

Postar um comentário