quinta-feira, 7 de maio de 2009

Angu à Baiana e Mocotó

Minha digníssima, certa vez, estava num final de semana esperando a van para Ilha do Governador no ponto final. A hora do almoço estava chegando e um cidadão vendia churrasquinho. Percebendo que o fio da faca não estava bom, ele espantou uns pombos que estavam próximos a ele e amolou a faca no meio fio, exatamente onde estavam as aves. Não satisfeito, limpou a lâmina com um pano imundo que estava em seu ombro e voltou a cortar as linquiças.

Comer na rua é bem complicado, por mais cuidados que o vendedor tenha o fato de estar na rua não garante nada. Exemplos como o acima não são exceção, são a maioria.

Mas frescuras a parte, alguns lugares são ótimos, tanto pela comida como pela higiene. Todas as que você encontra aqui fazem parte dessa categoria.

Um bom exemplo que conheci na semana passada é o angu à baiana e mocotó de uma carrocinha que tem ao lado do Esporte Clube Cocotá. O angu à baiana é feito com miúdos bovinos, ou seja, pulmão, fígado e coração. Parece nojento (e é), mas é bem gostoso. Estava tudo muito bem preparado, dá para perceber que o dono da carrocinha se preocupa em oferecer um bom produto. O problema é que as colheres são de metal e não descartáveis. Não sei onde ele limpa, mas pouco importa.

O copo custa R$2,50 e o pote R$3,00.


Exibir mapa ampliado

Nenhum comentário:

Postar um comentário