segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Boteco de Grife


Não vou citar nomes, mas tem gente que não nasceu para ser comerciante. Um cidadão está tentando há anos se estabelecer com um quiosque na Praia da Bica e nunca acertou. Atualmente está em um completamente destruído, sem nenhum tipo de atrativo. Vive vazio e não sei como ele consegue (se consegue) tirar algum dinheiro.

Caso completamente diferente da Silvia, que recentemente abriu o Boteco de Grife em frente ao Rei do Bacalhau. 

O lugar já nasceu cheio de personalidade, com uma decoração que se diferencia dos demais, além do cardápio e da vasta programação musical ao vivo, que passa por samba, chorinho, MPB, pop rock entre outros ritmos de fino trato. Tudo baixinho para não incomodar os vizinhos e ainda permitir uma boa conversa. Perfeito.


O cardápio, conforme sugere o nome do quiosque, possui aperitivos de boteco, como bolinho de bacalhau, frango à passarinho, isca de peixe, jiló, linguiça calabresa, moela e ovo de codorna, e os de grife, como tahine, profiterolis salgados, pastéis assados e grelhados diversos.

Minha digníssima e eu começamos com os profiterolis de bacalhau (foto acima), com massa bem fofinha e recheio caprichado. Depois pedimos tahine (abaixo), que veio com pão árabe e azeitonas recheadas. Delicioso, muito bem temperado.

Quem conhece a Silvia sabe que não podia ser diferente. Ela já teve um bar na Gávea e trabalhou anos no La Playa e no Canecão, e foi deste último que ela trouxe o chefe da cozinha. Pode parecer um texto tedencioso por ela ser uma amiga, por isso sugiro uma vista e peço que me contem suas impressões.


Observadora muito perspicaz da sua clientela, ela consegue identificar os gostos dos clientes e fazer as alterações necessárias para sempre oferecer um serviço de excelência.

Na próxima visite experimentarei os petiscos de boteco, e já fico com água na boca só em imaginar a moela.


O Boteco de Grife Susan Boyle recomenda!

Nenhum comentário:

Postar um comentário