segunda-feira, 7 de março de 2011

Bar do Waltinho e Colônia Z10

Certa vez recebi da leitora Vânia a recomendação de visitar o Bar do Camarão na Colônia Z10. Até publiquei aqui as fotos do peixe que ela comeu. Finalmente lá fui com minha digníssima e o amigo Vitor Alli, mas infelizmente estava fechado. Para não darmos viagem perdida, sentamos no Bar do Waltinho e não nos arrependemos.

Se a Ilha do Governador já parece uma cidade do interior, na Colônia Z10 essas características são ainda mais ressaltadas. Há muito tempo não passava lá, só agora quando voltei a pedalar pelo bairro lembrei o quanto o local é agradável. Como não podia deixar de ser, uma das minhas primeiras lembras da Colônia foi gastronômica: uma peixada na associação de moradores que fui quando adolescente.

Colônia Z10

A atividade pesqueira ainda é forte na Colônia. Diversos pescadores ainda moram no local, conforme pode ser visto abaixo. Para chegar, é preciso atravessar uma pequena ponte onde só passa um carro de cada vez, e o visual é esse: 

Barcos dos pescadores da Colônia
Lá dentro, uma praça com calçamento de paralelepípedos, um campo de futebol, árvores, uma igrejinha, em volta diversas mesas dos bares e pessoas papepando. Um lugar traqüilo, sem aquele barulho frenético de carros.

As ruas internas não possuem calçadas e são cobertas por um concreto com uma canaleta no centro para escoamento das águas pluviais. Os veículos circulam devagar entre crianças e pedestres. Casas simples coladas umas as outras, além de pequenos comércios que vendem produtos do dia-a-dia.

Igrejinha da  Colônia Z10
Depois de estacionar, perguntei a um cidadão, com olhos vermelhos e levemente alcoolizado, onde ficava o Bar do Camarão. Ele, muito gentil, fez questão de levantar e nos guiar até o bar. Comportamento típico de cidade pequena, e no caminho foi nos mostrando outros estabelecimentos onde também era possível comer bons peixes. Como o Camarão estava fechado, ficamos no Bar do Waltinho.

Abrimos com a corvina abaixo. Não lembro o preço, mas acho que custou R$23,00.

Corvina do Bar do Waltinho
Depois a meia porção de sardinha:

Meia porção de sardinha
Todos lá são gentis, até os convivas da mesa ao lado que nos ajudaram a achar cadeiras para sentarmos. A Sônia, que comanda a casa junto com o Walter, nos tratou muito bem.

E esse foi apenas um bar, existem muitos outros em volta da praça e nas ruas internas. Certamente voltarei lá para conhecer o Bar do Camarão, e tão logo fizer conto para vocês.

Abaixo é possível fazer um tour virtual por algumas ruas da colônia Z10. Basta clicar nas setas que orientam a direção da rua ou em algum outro ponto para dar zoom.


Exibir mapa ampliado

Nenhum comentário:

Postar um comentário