domingo, 10 de agosto de 2008

Casa Clipper

Não tem jeito: se a pessoa não tem tino comercial e empreendedor é melhor nem tentar abrir um negócio próprio. Foi o que aconteceu com a Pizzaria Mafiosa, na Cambaúba. Sempre passava em frente e nunca senti vontade de entrar. A decoração era pouco atraente, nunca ouvia ninguém dizer que gostava e o lugar vivia às moscas.

Com a Casa Clipper aconteceu o contrário. Na primeira vez em que passei em frente, meu pensamento foi: preciso conhecer este lugar. Na fachada, uma tulipa de chope chama a atenção, sem falar de uma decoração jovem e iluminação adequada. Eles possuem uma filial no Leblon e acabaram de abrir uma onde antes funcionava a Mafiosa.

Depois de um longo sábado de trabalho, fui jantar com minha digníssima na Casa Clipper. Realmente o ambiente é bem descontraído, jovens adultos, conversas em alto som e TV que no dia passava jogo do Flamengo. Só esta pequena descrição já é suficiente para imaginar como é o lugar. Não gosto muito de lugares barulhentos e bagunça, mas resolvi dar uma conferida. Também possui um ambiente com cadeiras acolchoadas, meia luz e fotos da Ilha antiga. Muito bacana.

Quando cheguei, fui para o outro lada da rua tirar umas fotos e fui logo abordado por um dos sócios, perguntando se eu era de algum jornal. Expliquei que não, que era do Ilhados.com e para minha surpresa ele conhecia. Infelizmente, por conta do grande movimento, não pudemos conversar. Deixa para a próxima.

Vamos ao que interessa, a comida. O cardápio é bem tradicional, sem grandes destaques. Petiscos, caldos, feijoada aos sábados, bacalha e risoto aos domingos. Eu pedi um filé à Oswald de Aranha (R$17,90) e minha digníssima um escondidinho de carne seca (R$9,90).

Durante os anos 30, deputados, senadores, diplomatas e demais notáveis da capital brasileira frequentavam o Cosmopolita, na Lapa, que ainda funciona. Oswald Aranha, ex-ministro e diplomata, sempre pedia seu filé com muito alho frito em cima, servido com arroz, batatas portuguesas e farofa. Ele misturava todos os ingredientes, nomeando, assim, este prato. Com o passar do tempo o prato foi sofrendo adaptações.

Na Casa Clipper, a batata é frita e não vem com farofa. Também não vem misturado. O filé estava macio e suculento, e não estava cru ou mal passado. Muito gostoso. O arroz e a batata também estavam muito bem preparados. O único problema foi o alho frito, que estava amargando, mas nada que comprometesse o prato. Uma das coisas mais difíceis do alho frito é achar o ponto certo, para deixá-lo crocante e sem amargar. São poucos os cozinheiros que conseguem.

Martina também adorou seu escondidinho, que assim como o filé, sofreu algumas modificações para se adaptar ao gosto carioca. Ela morou durante dois anos em Aracaju e é profunda conhecedora de escondidinhos. No lugar do queijo qualho, catupiry. Muito bem apresentado.

Chope bem gelado e bem tirado. Resolvi fazer um teste no atendimento e deixei minha tulipa vazia em cima da mesa, para ver quanto tempo demoraria para o garçom perguntar se eu queria outro. Não se passou um minuto e logo fui atendido.

Não vejo a hora de experimentar os outros pratos da casa.


Atualização (jan/2010): A última vez que estive lá foi bem desagradável, bem diferente da citada acima. Chegamos pouco depois das 11 da noite e pedimos um balde de cerveja. O garçom disse que não tinha porque a cerveja estava quente. Pedimos, então, long necks avulsas e, para nossa surpresa, também estavam quentes!

Faltavam vários itens do cardápio e quando reclamamos, ouvimos do garçom: - também, querem o quê? Chegam aqui essa hora!

Certamente depois dessa não voltarei por conta própria, não sugerirei aos meus amigos irmos para lá.

11 comentários:

  1. Fala cara..
    Eu sou o tal 'cara' q te abordou la na porta da clipper...

    Passa la qq dia pra gente conversar, ja q no dia tava cheio demais...

    ps; lhe agradeço pelos comentarios...

    ResponderExcluir
  2. Beleza Henrique, vou passar lá novamente, com certeza.

    Abraços,

    Norton Tavares.

    ResponderExcluir
  3. Estive lá e não gostei do atendimento. Os garçons estavam enrolados demais e demoraram para me atender. Esperava mais dessa casa e pretendo não voltar mais...

    ResponderExcluir
  4. Péssimo atendimento e fiquei decepcionado com a demora no atendimento.Que fiasco!!!

    ResponderExcluir
  5. Anônimos,

    O lugar está ficando muito cheio e isso atrapalha mesmo o atendimento.

    Henrique, olha o que as pessoas estão falando. Dá um jeito nisso.

    Abraços, Norton.

    ResponderExcluir
  6. O nome dela é Perla. Canta paca a mulé.

    ResponderExcluir
  7. O nome dela é Perla, canta paca. Ela já contou lá na Casa Clipper. O Henrique já deu essa moral. Tem que ter mais vezes.

    Abração

    ResponderExcluir
  8. Esses dias fui conhecer o local,o chopp sai rapido e muito bom por sinal, mas o bolinho de bacalhau demorou cerca de uns 20 min pra + para ser servido, no fim valeu a pena pq estava bom, mas acho que deixar o cliente tanto tempo esperando por um bolinho d bacalhau num dia q nem tinha movimento quase, seria bom rever a logistica interna pq já estavamos cancelando o pedido quando chegou, bom espero q a tendencia seja melhora sempre esse novo atrativo da ilha.

    ResponderExcluir
  9. <h1>Vou sempre a casa Clipper e gosto bastante!Os garçons são simpáticos,prestativos,rápidos enfim sempre fui muito bem atendida.Para os que reclamaram,vcs tem que levar em conta que nossa Ilha é muito carente quando se trata de um bar legal,problemas acontecem e podemos sempre que algo de ruim ocorrer dar um toque que eu tenho certeza que eles vão fazer de tudo para reverter isso.Certo dia fui ate lá com meu marido e pedimos um  frango a passarinho....o frango passou do ponto,subiu a calçada e atropelou 3....mas foi a única vez que isso aconteceu.Sempre que peço ,vem tudo de 1ª qualidade.<span>m abrço</span></h1>

    ResponderExcluir
  10. Disfarça mais aee...  ta muito "babaovação" chega no meio do texto da vontade d parar d ler...

    e quem é vc pra querer dar um de degustador, julgador, tirar suas próprias conclusões...  assim pensam as pessoas q lêem este texto.Muito repetitivo...  seja mais dinâmico.

    rFF

    ResponderExcluir
  11. <span>Sempre comemoramos aniversários nesta casa, mas infelizmente devido o despreparo do gerente (moleque) ou sei lá o que seria, não voltaremos mais ( digo todos do grupo que sempre prestigiamos a casa ) tudo porque o tal gerente resolveu questionar com um dos convidados que estavam conosco um chopp a mais que veio na conta dele. Minha indignação não foi  só pelo chopp, mas sim o argumento de que não poderiam ter cobrado errado porque o sistema é que estava certo. Ora, pelo que sei, nada no sistema é lançado sozinho ou seja tem que ter alguem para faze-lo e ao ser questionado o que o aniversariante ganharia da casa ele simplesmente me disse em tom de deboche, meus parabens (no site não é bem assim) e se escondeu no escritorio não retornando mais. Resumindo, porque questionar R$ 3,40 pelo chopp a mais, uma vez que nossa conta total ficou em torno R$ 500,00. É uma pena, achamos a atitude do tal gerente um tanto grosseira. Casa Clipper nunca mais!!!</span>

    ResponderExcluir