domingo, 10 de agosto de 2008

Encarnação do Demônio

Sexta-feira assisti Encarnação do Demônio, com Zé do Caixão. Muito ruim, mas muito, muito, muito ruim. De tão ruim que fica interessante.


O filme foi todo feito de forma artesanal, com baratas, ratos e sangue de verdade. O único efeito especial foi o céu vermelho, quando o Zé vai ao purgatório.


O filme é o último de uma trilogia iniciada na década de 60. O mais engraçado é que José Mojica realmente acredita que aquilo é um filme de terror e não gosta quando o classificam como trash. Todo mundo no cinema morreu de rir, é tão tosco que fica muito engraçado. Parecia O Lobisonho da Montanha, filme que participei com meus amigos quando passamos um final de ano na casa do Rodrigo, em Teresópolis.


Numa determinada cena, Zé vai matar uma policial gostosa que tinha tentado prendê-l0. Ela está amarrada e completamente nua. Depois de jogar calda de queijo sobre o corpo da vítima, ele pega uma ratazana enorme e enfia na buceta da policial. O mais engraçado é a visão de dentro da vagina da mulher, com a ratazana entrando. Muito bom. Muito tosco. A partir daí já dá para imaginar o resto.

Encarnação do Demônio já nasce como um clássico. Vá assistir ainda esta semana, para dar uma força ao cinema nacional.

2 comentários:

  1. Marcos Paula (marcospaula@globo.com)10 de agosto de 2008 21:40

    Caro amigo,

    Faz algum tempo que acompanho seu blog. Sempre achei interessante a sua abordagem cultural, na nossa querida Ilha do Governador. No entanto, apesar de considerar eficaz suas matérias sobre o universo da cultura gastronômica, acredito que você está deixando muito a desejar no que se trata da cinematográfica.

    Você que estuda ou estudou comunicação - não estou lembrado se é formado ou não - sabe que a abordagem de uma crítica ou uma matéria tem ser imparcial e apresentar argumentos que diferem dos nossos gostos pessoais. Infelizmente, não foi assim que você agiu quando escreveu sobre filmes os quais você assistiu.

    Fica uma dica, de alguem que apoia sua idéia, gosta do seu blog e é apaixonado por comunicação, cultura e principalmente por cinema.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Olá Paulo, tudo bem?

    Muito obrigado por suas palavras, fico muito feliz em saber que você acompanha o blog e possui os mesmos interesses que eu.

    Entretanto, este blog não tem o objetivo de ser imparcial. Um jornal sim, precisa apresentar os fatos conforme eles aconteceram, deixar que o leitor tire suas próprias conclusões.

    No ilhados.com eu sempre coloco minhas opiniões, mas sempre deixando bem claro que se tratam de minhas opiniões.

    Eu não estudei comunicação. Sou formado em administração e faço pós em marketing.

    O que você achou do filme?

    Abraços, Norton.

    ResponderExcluir