segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Academia, o lugar mais saudável do mundo

Pois é, esse meu final de ano com churrasco, galetos, pastéis, acarajés e muita, muita cerveja, finalmente deu resultado. Ganhei alguns centímetros na minha circunferência, dois números no meu manequim e uma intimação da minha digníssima. Não tive como contra-argumentar, ela usou meu mês de férias como motivo para me alistar numa academia. Acho que ela também se aproveitou de um momento de embriagues, não me lembro bem.

Enfim, o fato é agora é tarde. Já me matriculei (Body Place, na Cambaúba), paguei e fiz a primeira sessão de tortura.

Comecei fazendo 20 minutos na esteira. Foi o que mais gostei, tem uma televisão e descobri que é possível ler enquanto caminhamos. O ritmo estava lento e como não estava tintindo nada, fui aumentando a velocidade. Depois de 25 minutos saí da máquina e mesmo parado ainda sentia minhas pernas andando. Essa sensação logo se foi comecei a ficar tonto. Fui pegar um ar na janela, mas logo veio o instrutor me levar para um tour pelos equipamentos de musculação.

Lá estava eu, entre mesas flexoras e cadeiras abdutoras, puxando ferro e achando que ia desmaiar a qualquer momento. O que mais me animou foram os comentários do tipo: amanhã você vai estar todo dolorido. Não vai conseguir se mexer. Vai doer todo seu corpo.

Já sinto dificuldade em digitar essas maltraçadas linhas e dependendo de como eu acordar, não farei minha sessão amanhã. E tenho dito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário