terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Cuba

Não vou me alongar muito no assunto, mas todas as pessoas que falaram mal de Cuba para mim não sabiam como era a ilha antes do Fidel. Vamos lá: Cuba era um grande puteiro antes da intervenção do Fidel. A população extremamente pobre convivia com grandes hotéis, prostíbulos e cassinos na beira da praia para servir industriais e milionários estrangeiros. Sua produção agrícola era essencialmente canavieira para exportação, tendo que importar alimentos.

Agora compare com a Cuba atual: anafalbetismo zero, possui uma das mais avançadas medicinas do mundo, universidade ao alcance de todos, não possui população de rua entre outras muitíssimas vantagens. É claro que possui escassez de bens de consumo, como produtos de higiene e roupas, além de produtos culturais e de entretenimento, sem falar na liberdade de imprensa.

Liberdade de imprensa é importante para mim e para você, que possuímos acesso à Internet, assinaturas de jornais e revistas e ferramentas para divulgar nossas idéias de várias formas, que temos voz para atingir todo o mundo em cinco minutos. Mas o que dizer de milhões de brasileiros que não possuem este direito, que dormem nas ruas todos os dias e que passam fome? Será que para eles possuir liberdade de expressão é importante? Dá próxima vez que você parar em um sinal e uma criança for pedir dinheiro, ou na fila de espera do Souza Aguiar, pergunte para ela: o que você prefere: ter uma casa para morar, não passar fome e acesso à educação e saúde de qualidade ou liberdade de imprensa e opinião?

Deixem o povo escolher

Nenhum comentário:

Postar um comentário