domingo, 1 de março de 2009

Circulação de idéias na internet

Já comentei aqui sobre o site Trocando Livros, que, como o nome já diz, provome a troca de livros entre seus usuários. Possui como modelos sites gringos e é ótimo, você cadastra seus livros disponíveis para troca, alguém solicita, você envia pelo Correio e ganha um crédito para trocar por qualquer outro exemplar disponível.

O único problema é que ainda possui poucos usuários e o acervo disponível é fraco. Isso faz com que os créditos (e os livros) não circulem. Para resolver esse problema, o site passou a vender créditos (um por R$14,90), que além da contribuir para a manutenção do serviço, contribui para o aumento do número de transações.

Uma usuária insatisfeita como a venda de créditos deixou o seguinte comentário:

Estou entrando em contato para divulgar que o site "Trocando livros" agora também vende créditos (que são trocados por livros de outros usuários). Ou seja, agora o site passa também a vender livros. E vender livros que não são dele, mas dos usuários do site (que fica inflacionado, pois já não há mais a correspondência entre livros e créditos). Optei por divulgar a informação por aqui, já que esta mídia aparece no site do "Trocando livros", enaltecendo a proposta de lá (que, inicialmente, também me parecia muito bacana). A opção de divulgação também se deve ao fato de ser impossível fazê-lo por meio da comunidade do "Trocando livros" no orkut, pois ao tentar discutir o assunto, tive meus tópicos apagados e fui banida da comunidade.

Pouco tempo depois recebi o seguinte e-mail do site Trocando Livros:

Assunto: Solicitação de remoção de comentário

Olá,

Primeiramente, agradecemos por publicar o ótimo post sobre o site Trocando Livros.
Existe uma usuária, chamado "Lia" que está divulgando nos comentários do post, calúnias e informações inverídicas sobre o funcionamento do Trocando Livros. Não sei por qual motivo (talvez algum concorrente) esta pessoa está entrando em diversos blogs onde o nosso site foi notícia e publicando tais comentários, copiando e colando.

O site iniciou o serviço de venda de créditos, assim como fazem diversos sites de troca de livros no mundo todo (Ex.http://www.paperbackswap.com).É uma forma de aumentar o número de créditos circulando proporcionalmente ao crescimento do acervo.

A venda é concedida apenas para usuários do site e limitada a 5 créditos. Tudo é controlado.
Por estes atos, o advogado da nossa empresa notificará judicialmente esta usuária.

Peço, por gentileza, que remova o comentário da usuária citado.

Vejam minha resposta:

Boa tarde,

O Trocando Livros é um ótimo site, mas infelizmente, ainda, não possui usuários suficientes para criação de um acerto de qualidade. Não vejo problemas na venda de créditos, já que além de aumentar a circulação de livros, contribuirá com a manutenção do site.

Agora o problema é que um site que trabalha com troca de livros, promovendo a livre circulação de idéias, tente impedir um cidadão de manifestar sua opinião, se utilizando, inclusive, de processos judiciais.

Não deveria ser essa a posição do Trocando Livros e não é com ameaças de processos que uma opinião será abafada, já que essa nossa conversa será postada integralmente no meu blog. Opiniões divergentes sempre existirão e a melhor forma de lidar com elas é com uma discussão saudável, transparência e, acima de tudo, liberdade para que todos possam se expressar.

Espero que vocês desistam de processar a Lia.

Abraços, Izidoro.

Qual a lição disso tudo? Hoje em dia, com a internet, tentar impedir qualquer manifestação de seguir adiante é impossível. Lembra do caso da Cicarelli, que tentou impedir o YouTube de colocar o vídeo que a mostrava furnicando com o namorado na praia? A demanda pelo vídeo só cresceu depois disso.

O pior disso é que veio de um site de troca de livros. Eles estão mandando e-mails para todos os blogs e vou monitorar a discussão.

Abraços a todos, Izidoro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário