quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Banda Santafé

Ontem recebi uma agradável ligação da minha amiga e grande artista Mariane Guerra, pedindo para ouvir o som da Banda Santafé, que fará um show no La Playa, Ilha do Governador, no dia 14, próxima quarta.

Entrei na página deles no MySpace e realmente o som é muito bom. Fico muito feliz em conhecer bandas como a Santafé. Queria colocar os players das músicas aqui mas não achei essa opção, mas, se você gosta de música, não deixe de conhecer mais esse ótimo grupo.

Fica aqui a sugestão: show da Banda Santafé, dia 14 de outubro, no La Playa.



Atualização: segue comentário feito pelo Alex sobre a Banda Santafé:

Também gostei de primeira ! Fernando Holanda é músico e professor muito sagaz e dono de um ouvido cerebral. Achou um parceiro fenomenal nas letras, Márcio, e um mestre de produção musical, profissional de primeira, com um nome prá lá de sonoro, Repôlho.
E o Márcio, que grata surpresa ! Ele foi meu amigo de infância e vizinho na Travessa, em Meriti, a nossa ruazinha, com campinho, casas com cadeira na calçada no fim de tarde calorento da baixada.

Foi no tempo que infância na rua tinha um significado melhor. O progresso do Rio nos espantou de lá.

O Márcio reencontrei mil anos depois na casa da Márcia, a irmã gêmea dele e nem dizia-se compositor, de tão tímido. Isso há uns 4 anos...

E agora o cara é o Gonzaguinha da nova geração ! As letras são de uma simplicidade profunda, vai ser popular sem jamais ser vazio ou clichê. Tem a tradição de versos do samba, verdades no final da frase, como uma luz que pisca e acende na nossa consciência. É engraçado e emociona.
E a opção de falar pelo povo é fruto da realidade que ele vê, vive e sente desde que abriu os olhos. Marcinho é poeta de mão cheia..

vida longa ao Santa Fé !

2 comentários:

  1. Também gostei de primeira ! Fernando Holanda é músico e professor muito sagaz e dono de um ouvido cerebral. Achou um parceiro fenomenal nas letras, Márcio,  e um mestre de produção musical, profissional de primeira, com um nome prá lá de sonoro, Repôlho.  

    E o Márcio, que grata surpresa ! Ele foi meu amigo de infância e vizinho na Travessa, em Meriti, a nossa ruazinha, com campinho, casas com cadeira na calçada no fim de tarde calorento da baixada. 

    Foi no tempo que infância na rua tinha um significado melhor. O progresso do Rio nos espantou de lá. 

    O Márcio reencontrei mil anos depois na casa da Márcia, a irmã gêmea dele e nem dizia-se compositor, de tão tímido. Isso há uns 4 anos...

    E agora o cara é o Gonzaguinha da nova geração ! As letras são de uma simplicidade profunda, vai ser popular sem jamais ser vazio ou clichê. Tem a tradição de versos do samba, verdades no final da frase, como uma luz que pisca e acende na nossa consciência. É engraçado e emociona. 

    E a opção de falar pelo povo é fruto da realidade que ele vê, vive e sente desde que abriu os olhos. Marcinho é poeta de mão cheia.. 

    vida longa ao Santa Fé ! 

    ResponderExcluir
  2. Alguem saberia me dizer qual foi a festa que rolou nesta madrugada na Rua Monsenhor Magaldi??? Que evento foi este?? Grata.

    ResponderExcluir