segunda-feira, 19 de abril de 2010

Planetário da Gávea

Em fevereiro minha digníssima estava em cartaz  no Teatro das Artes com o espetáculo Tip e Tap: Ratos de Sapato. Um dia cheguei mais cedo com ela e para passar o tempo resolvi conhecer o Planetário da Gávea e assistir a sessão de cúpula.

Desde muito pequeno ouço maravilhas sobre essa sessão. Realmente há alguns anos deveria ser algo sensacional, mas hoje em dia, com projeções em três dimensões e som digital, a sessão não impressiona mais. Parece que o equipamento utilizado é o mesmo desde sua inauguração em 1970.

O cinema ainda está muito bem conservado. Ao entrarmos na sala ficamos com a impressão de que a projeção será um grande espetáculo, ar condicionado funcionando perfeitamente, cadeiras inteiras e confortáveis e um grande equipamento no centro. A tela é todo o teto em forma de cúpula, mas as projeções não passam de slides estáticos. Apenas uma pequena área, do tamanha de uma tela tradicional de cinema e localizada na frente dos espectadores, exibe imagens animadas. Além disso, o filme exibido também é muito antigo, com poucos recursos visuais. Uma decepção.

Mas parece que o Planetário está com intenções de renovar o equipamento. O site da instituição está com um enquete para saber o que o público espera. Desde 2006 foram computados apenas 27 votos, mas mesmo assim votei em filmes em três dimensões. Vamos esperar e torcer para um upgrade no equipamento, o que parece que não vai acontecer tão cedo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário