sábado, 11 de fevereiro de 2012

Melão orange e figo-da-índia

Felizmente consigo manter uma alimentação equilibrada. Vou muito à feira e nos finais de semana constumo preparar almoços com a digníssima, sempre com alimentos frescos. Por conta disso, também gostamos de experimentar frutas e legumes que não conhecemos. Na semana que passou tivemos duas surpresas, uma boa e outra nem tanto.

A boa foi o melão orange, com polpa laranja, um pouco mais clara que a do mamão. Muito gostoso, comi dois durante a semana no trabalho.

Melão orange
A ruim foi o figo-da-índia, que não é figo e tampouco da Índia. Como o figo é uma das frutas preferidas da digníssima, nos animamos ao ver esta que achamos ser uma variedade que não conhecíamos. Ao fazer o manuseio antes de colocar na geladeira, minha branquinha sentiu os espinhos. São minúsculos, praticamente invisíveis e deixou os dedos dela ardendo como se tivesse encostado numa taturana. Três dias depois a dor ainda era sentida.

Ao pesquisar na internet, descobri o motivo. Trata-se de uma fruta que nasce em cactus.

Figo-da-índia
No vídeo abaixo aprendi como se come o maldito. É claro que fiquei morrendo de medo de não ter tirado todos os espinhos e acabar furando a língua ou a garganta. Comemos apenas um (nem são gostosos) e jogamos os outros três fora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário