segunda-feira, 12 de março de 2012

Hortifruti Ilha do Governador

Ao contrário da maioria dos homens, eu curto fazer visitas esporádicas ao supermercado, por isso recebi com entusiasmo a notícia de abertura do Hortifruti na Ilha do Governador. Já fui duas vezes e trago aqui minha modesta opinião sobre a loja.

De cara gostei, possui um bicicletário e uma pastelaria no estacionamento. O pastel estava com muito caldo, tive que escorrer todo o líquido antes de comer. Os funcionários estavam meio atrapalhados, mas acho que isso é só uma questão de adequação que se dará com o tempo.

Alimentado (dizem que quando fazemos compras com fome costumamos comprar mais) entrei na loja e tive uma segunda boa impressão: poucas filas, ar condicionado funcionando bem e ambiente limpo. O salão possui uma pia para lavar as mãos e luvas plásticas descartáveis para não nos sujarmos ao manipular os vegetais.

As frutas, verduras e legumes expostos para venda são selecionados, perde-se pouco tempo escolhendo. Quase todos em perfeito estado, bem diferente do Mundial que muitas vezes só possui tomates parecidos recém saídos de um desastre de trem.

Pastelaria do Hortifruti
Diante da estrutura de primeira, imaginei preços exorbitantes, o que não aconteceu. Estavam na média dos demais supermercados, com a batata a R$1,49, chuchu e tomate por R$1,29. Mas isso pode ser uma armadilha muito comum no comércio, nas primeiras semanas a loja oferece preços baixos para fixar na cabeça do consumidor (principalmente os primeiros, formadores de opinião, como velhinhas e blogueiros desocupados) que o estabelecimento não é careiro. Acho pouco provável que se mantenha barato com o tempo. Vamos ver.

Boa variedade de itens, com alguns não comercializados em outros supermercados e feiras da Ilha. Além do tomate tradicional, tinha o débora, italiano e uva, este último pequeno como o cereja, só que mais doce, por R$2,99 a caixa.

Outra característica que chamou minha atenção foram as degustações. Para escolher o azeite, garrafas de todas as marcas disponíveis abertas e uma cesta de torradas. Além das frutas cortadas, uma chefe de cozinha dá dicas de pratos preparados com itens disponíveis na loja. Provei um delicioso rondelli com chimichurri e molho branco.

Além dos vegetais, é possível comprar massas nobres e frutos do mar congelados, carnes, queijos e demais frios, tofu, sanduíches, frango assado, delicatessen e produtos integrais. Sucos de diversos sabores engarrafados e frescos, saladas e comida quente pronta a quilo, todos com aparência e cheiro convidativo.

E as pastinhas? Cansado de servir aquele patê de atum com maionese ou de creme de cebola para seus amigos? Lá é possível comprar diversas pastinhas bem gostosas, como de alho poró, provolone, queijo brie com damasco e cheddar com chimichurri. As mais caras custam aproximadamente cinco reais, um vasilhame com cem gramas. Bom preço.

A loja também possui uma lanchonete com diversos itens que podem ser degustados em algumas mesas, com sanduíches, salgados integrais, doces nobres e sucos. Ótimo para um café da manhã ou lanche saudável. Destaque também para a padaria, com diversas opções de pães e biscoitos doces e salgados.

A ida ao Hortifruti não exclui a visita ao supermercado, já que lá só é possível encontrar comida e itens a ela relacionada, como panelas e utensílios domésticos.

Gostei bastante e me farei presente sempre. Para ver as ofertas do dia do Hortifruti Ilha do Governador, clique aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário