quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Editorial

Fonte da imagem

Hoje peguei chuva. Entre os 59 minutos pedalando do trajeto da minha casa na Ilha até o trabalho, no Centro, tomei um curto banho de chuva. Foi ótimo, e toda vez que isso acontece lembro da minha infância.

Muita gente me questiona quando tomo banho de chuva. Perguntam se não fico gripado. Chuva, hoje em dia, é sinônimo de doença, engarrafamentos e alagamentos. É sinônimo de destruição, a água se mistura com esgoto e qualquer um que entrar em contato com este líquido maldito corre o risco de morrer de leptospirose.

Mas quando foi que deixamos a chuva se transformar em algo ruim? Em que momento da vida isso aconteceu?

Esta postagem é para anunciar a mudança de perfil do Ilhados. Muitos já notaram a falta de atualização, e isso se deve ao fato d'eu ter mudado minha rotina. Mudei minha alimentação e em agosto fez um ano que voltei a pedalar. Perdi quinze quilos e há treze meses não fico doente e não tomo um remédio, nem aspirina. Em dois momentos surgiram ameças de gripe, mas resolvi tomando suco de laranja com cenoura.

É claro que continuo tomando minha cerveja, comendo os acarajés da Ciça e petiscos nos finais de semana, mas agora com moderação. A obesidade é um problema sério no mundo e não quero mais ficar incentivando as pessoas se matarem ao ingerir alimentos ricos em gordura e açúcar. Sou outra pessoa, e essa mudança me fez tão bem que agora quero propagar hábitos de vida menos prejudiciais.

Além disso, quero que a chuva volte a ser fonte de alegria, quero que as cidades deixem de ser lugares perigosos, quero crianças jogando bola nas ruas, quero menos shoppings e mais parques, praças e centros culturais. Aderi ao Food Revolution do Jamie Oliver, quero que as famílias voltem a consumir refeições saudáveis e de produtores locais.

Vou continuar escrevendo aqui, mas agora com outro objetivo e sempre defendendo a liberdade de escolha, não quero que o mundo se transforme naquele apresentado no filme O Demolidor do Futuro:



Nenhum comentário:

Postar um comentário