quarta-feira, 8 de julho de 2015

Bar Imperial - Empório Cervejeiro

Nota de esclarecimento. A versão original desta postagem está logo abaixo da marcação.

Bar Imperial - Empório Cervejeiro - Ilha do Governador
Esta cidade está fora de controle. Quem não conhece alguém que teve que se mudar por conta do aumento absurdo do aluguel? Quem não teve a renda brutalmente atingida porque encarou o reajuste para não ter que sair da casa?

Remoções violentas estão sendo realizada pela prefeitura, casas de famílias que habitam o mesmo lugar há anos são destruídas para dar lugar a estacionamentos e condomínios. Nenhuma idenização é oferecida à essas pessoas.

Estabelecimentos históricos, com grande ligação com a história do bairro, não suportam mais pagar o preço e fecham ou mudam de lugar.

Não moro mais na Ilha, atualmente estou na Região Portuária, no centro do chamado Porto Maravilha, e recentemente o Restaurante 28 baixou as portas para não mais levantá-las pelos motivos acima. Patrimônio da cidade, ostentava uma placa ofertada pela prefeitura na qual se lia o valor histório do estabelecimento para o Rio.

Os exemplos são muitos, poderia ficar aqui escrevendo sobre outros lugares queridos, com os quais a população mantinha forte vínculo afetivo, que gradativamente estão sofrendo com, o que alguns chamam, de gentrificação ou aburguesamento.

Minha companheira é doutoranda em antropologia e estuda o fenômeno. Isso é assunto diário de conversas dentro de casa, mas não é preciso ser pesquisador para percebe o processo. É tudo visível, acontece diante dos nossos olhos.

Por conta desse histórico, achei que o Bar do Seu Paulo tinha sofrido desse mal. Foi Seu Antônio que me contou que a proprietária tinha pedido o imóvel. A notícia no jornal falando sobre a abertura de um suposto hotel no local ajudou a criar o ruído, fazendo com que acreditássemos que a esquina mais gostosa da Ilha estava passando por esse esquema que está destruindo a cidade. Mas parecece que não foi bem assim.

Mais uma informação chegou, dizendo que quem quis sair foi o próprio Seu Paulo. Foi em um comentário do Marcos Calvano, que reproduzo abaixo. Ainda não sei, mas como recebi uma mensagem do proprietário do Imperial, outro fã da meiota e que também estava na despedida, morador do bairro e que chorou conosco, me convidando para uma cerveja e um bate papo, vou aproveitar a oportunidade para conversar e desfazer esse mal entendido. 

Abrir um comércio hoje é coisa para herói, por isso desejo todo sucesso ao Imperial. Quando estiver na Ilha vou passar lá, finalizando com uma meiota, claro.

Segue comentário do Marcos Calvano:
Bom dia!
Infelizmente não poderei curtir este seu post. Não sei de onde surgiram estas informações, mas estão erradas.
Como morador da Freguesia, vizinho do Bar do Seu Paulo e do Imperial, frequentador e amigo de ambas as casas, informo que Seu Paulino (este é o nome dele) resolveu deixar o imóvel que ocupou por mais de 40 anos por livre e espontânea vontade. Com o falecimento do Sr. João (sócio), a idade avançada e problemas de saúde, Seu Paulo resolver se mudar para um imóvel menor, sem escadas e mais próximo de sua residência. Simples assim!
O que esta escrito acima "Agora sabemos o motivo pelo qual ele foi despejado", beira a irresponsabilidade. Acredito que ambos, Seu Paulino e os amigos do Imperial, fiquem chateados com este declaração. Principalmente pelo fato de não ser verdadeira.
Com a mudança do Bar do Seu Paulo, uma placa de "Aluga-se" foi colocada na porta do bar antigo. Pra mim foi uma surpresa, pois li no mesmo Ancelmo Gois que o imóvel havia sido negociado com o hotel. Outra falácia. O imóvel estava livre para o primeiro que aparecesse!
Te convido, com toda satisfação, a entrar no Imperial e a beber uma cerveja gelada com um de seus deliciosos tira gostos. É por minha conta!
Depois, seguiremos até o Bar do Seu Paulo, inclusive, com os amigos do Bar Imperial, pois eles também são amigos do Seu Paulo e adoram uma meiota. Mas essa parte já ficaria na sua conta.....rsrsrsrs
Aqui, nesta "nova Freguesia", o tradicional e o novo se respeitam!
Um grande abraço!
Obs 1: Não sou sócio de nenhum dos bares, apenas amigo de ambos.
obs 2: Todos os sócios do Imperial estavam na despedida do bar do seu Paulo e lamentavam a mudança.

*************

Texto original da postagem:

Sou empresário e sei o quanto é difícil empreender nesse país. A corrupção está em todas as etapas do sistema e abrir um comércio hoje em dia é coisa de herói. Como se não bastasse isso, o Brasil tem outros problemas, como a falta de respeito à memória e ao patrimônio imaterial do país.

O Bar do Seu Paulo é patrimônio insulano, estava há mais de 100 anos no mesmo local. Quando saiu a notícia de seu fechamento, organizamos uma grande festa de despedida, churrasco e membros da bateria da União fizeram um barulho. Saiu no Ancelmo Gois, aquela esquina ficou pequena e toda a cerveja da casa foi consumida. Foi lindo.

Felizmente Seu Paulo e seu fiel escudeiro Seu Antônio abriram alguns metros a frente e continuam vendendo a famosa meiota, bebida que tive o privilégio de registrar a preparação:



Agora sabemos o motivo pelo qual ele foi despejado: Bar Imperial - Empório Cervejeiro. Nada contra, mas ali eu não entro. Se quiserem me encontrar por aquelas bandas, já sabem onde estarei com um copo de meiota na mão.

Um comentário:

  1. Bom dia!
    Infelizmente não poderei curtir este seu post. Não sei de onde surgiram estas informações, mas estão erradas.
    Como morador da Freguesia, vizinho do Bar do Seu Paulo e do Imperial, frequentador e amigo de ambas as casas, informo que Seu Paulino (este é o nome dele) resolveu deixar o imóvel que ocupou por mais de 40 anos por livre e espontânea vontade. Com o falecimento do Sr. João (sócio), a idade avançada e problemas de saúde, Seu Paulo resolver se mudar para um imóvel menor, sem escadas e mais próximo de sua residência. Simples assim!

    O que esta escrito acima "Agora sabemos o motivo pelo qual ele foi despejado", beira a irresponsabilidade. Acredito que ambos, Seu Paulino e os amigos do Imperial, fiquem chateados com este declaração. Principalmente pelo fato de não ser verdadeira.

    Com a mudança do Bar do Seu Paulo, uma placa de "Aluga-se" foi colocada na porta do bar antigo. Pra mim foi uma surpresa, pois li no mesmo Ancelmo Gois que o imóvel havia sido negociado com o hotel. Outra falácia. O imóvel estava livre para o primeiro que aparecesse!

    Te convido, com toda satisfação, a entrar no Imperial e a beber uma cerveja gelada com um de seus deliciosos tira gostos. É por minha conta!
    Depois, seguiremos até o Bar do Seu Paulo, inclusive, com os amigos do Bar Imperial, pois eles também são amigos do Seu Paulo e adoram uma meiota. Mas essa parte já ficaria na sua conta.....rsrsrsrs
    Aqui, nesta "nova Freguesia", o tradicional e o novo se respeitam!

    Um grande abraço!

    Obs 1: Não sou sócio de nenhum dos bares, apenas amigo de ambos.
    obs 2: Todos os sócios do Imperial estavam na despedida do bar do seu Paulo e lamentavam a mudança.

    ResponderExcluir