sábado, 9 de junho de 2012

Gringo Café

Gringo Café
Quando adolescente, achava que era comunista. Participei de diversas manifestações, acampei com os Sem Terra, reuniões de apoio às FARCs e ao Exército Zapatista, joguei pedra no McDonald's, respirei gás lacrimogênico e levei borrachda de PM. Não bebia Coca-Cola e tinha ódio mortal pelos Estados Unidos. O tempo passou, cresci e hoje tenho um fascínio pela terra do Tio Sam. A única coisa que continuo odiando é a política externa daquele país, responsável por guerras, fome e demais mazelas que atormentam o mundo.

Ainda não tive a oportunidade de conhecer Nova Iorque, mas farei isso um dia. Andarei de limosine na Quinta Avenida e assistirei musicais na Broadway. Depois cruzarei a Rota 66 num conversível com a mala cheia de drogas e casarei com a digníssima num cassino em Vegas. 

Não tem jeito, consumo altas doses de cultura estadunidense (me recuso a escrever americana), como filmes, seriados, programas de televisão, livros. Obviamente isso me influencia, fazendo com que eu tenha vontade de experimentar certas coisas. Já comi um balde de frango frito da KFC, experimentei hambúguer de churrasco do Burguer King e chocolate Kit Kat. Faço apenas uma vez, só para experimentar, por isso resolvi conhecer um típico diner que abriu em Ipanema.

Os diners são aqueles restaurantes que frequentemente aparecem em filmes, geralmente em beira de estrada e com poltronas encostadas na parede que servem várias mesas. Um californiano abriu o Gringo Café na Barão da Torre. Bolo de carne, sanduíche de pasta de amendoim, ovos com bacon, presunto e lingüiça, panquecas, waffles, sanduíche de rosbife, torta de maçã entre outros astros do Gilmore Girls estão no cardápio. Pedi um macarroni and chesse com café americano.

Macarroni ande cheese R$19,90

Café americano R$5,50
Macarroni ande cheese é um prato encontrado em quase todos os restaurantes e casas dos Estados Unidos. É, mais ou menos, como se fosse o nosso miojo, só que mais popular. O gosto é quase o mesmo, não passa de um macarrãozinho safado com cheddar.

O café americano é mais fraco, mas com refil. Você paga uma vez (R$5,50) e bebe o quanto quiser. Vemos isso nos filmes, o tempo toda passa uma garçonete com um bule na mão servindo a galera.

Quero voltar lá para experimentar um verdadeiro cheesecake.

Gringo Café
Rua Barão da Torre, 240 - Loja A - Ipanema

Nenhum comentário:

Postar um comentário