terça-feira, 27 de outubro de 2009

Ponta Pé

O destino de todo lugar pequeno e cheio de personalidade, quando fica famoso, parece ser o mesmo: crescer e perder todo o charme. Foi o que aconteceu com o bar Ponta Pé, na Ribeira.

O bar agora está localizado numa antiga casa na praça, em frente ao Canto do Periquito. Fui lá no sábado, fiquei 5 minutos e saí. Um grupo de pagode da pior "catigoria" e som em um volume que tornava qualquer conversa impossível tornava o lugar insuportável.

O lugar é enorme, com muitas mesas no quintal e dentro da casa. Assim como tudo na Ribeira, certa hora da noite fica uma fila de gente esperando vagar mesa.

Acabamos em um daqueles quiosques que ficam no muro da antiga estação das barcas, com uma comidinha muito honesta e preço camarada.

5 comentários:

  1. Que pena... Sempre que eu ia ao Pontapé levava literalmente um pontapé na bunda quando dava meia-noite, mas era muito bom. Acabou o chorinho às quartas? Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Não sei se o chorinho continua, mas depois do que eu vi no sábado tenho até medo em passar lá novamente.

    Simplesmente um horror. Pagode não! Se ainda fosse um samba de raiz.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Pois eu estive lá no domingo e gostei muito. Estava rolando um samba do bom. Cerveja gelada e petisco camarada. O Som estava num volume legal e dava pra conversar sim. Hj acho que tem chorinho. To querendo ir lá conferir. Só não sei ainda o horario.
    Abraços galera

    ResponderExcluir
  4. Cassia,

    Eles devem estar acertando a mão agora. Conversei com outras pessoas que disseram que estava bom.

    Eu continuo desconfiado, não sei se voltarei lá tão cedo.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. eu já fui em umsabado q estava tocando um rock antigo...e o volume ao contário do planeta da ribeira estava baixo

    ResponderExcluir