domingo, 21 de abril de 2013

Big Favella do Doce Lar

Apesar de adorar, não como no McDonald's. Me recuso por vários motivos:

- Altos teores de gordura;
- Baixou os salários dos funcionários do varejo no mundo inteiro;
- Abuso da fragilidade intelectual das crianças com comerciais que estimulam o consumo de alimentos não saudáveis;
- Representa a parte podre do capitalismo;
- Utilização de brinquedos fabricados na China sob condições trabalhistas duvidosas, entre outros motivos.

Quando adolescente, numa manifestação, cheguei a jogar uma pedra na vidraça de uma loja no Centro.

Felizmente, principalmente por conta do advento da internet, segredos industriais nos quais durante muito tempo foram creditados o sucesso de muitas empresas, como a receita da Coca-Cola e do hambúrguer de siri do Siri Cascudo, estão se tornando públicos. E as companhias já estão cientes disso, conforme escrevi nesta postagem no blog da minha empresa, que mostra um executivo do McDonald's ensinando a fazer um Big Mac com ingredientes achados num mercadinho. Diversos sites brazucas já deram essas e outras receitas. Se tiver interesse, visite a a página da Ana Maria Brogui no Youtube. Ensina a fazer genéricos de Smirnof Ice, Amarula, Danette, Onion Rings do Burger King, cebola do Outback entre outras coisas.

Talvez você esteja se perguntando: se as receitas estão aí para quem quiser, como essas empresas continuam fazendo sucesso? Simples: em muitos casos, o consumidor abre a carteira buscando muitas outras coisas além do sabor de um hambúrguer, ele na verdade compra a transmissão de uma mensagem sobre quem ele é, distinção social e status. Comodidade, atendimento, oferta de serviços agregados também entram nesta conta, mas este assunto é tema para pós-graduações inteiras em marketing, por isso não vou me alongar mais.

O McDonald's não representa e não quero minha imagem a ele associado, por isso fiquei contente ao descobrir o Big Favella do Doce Lar no Guia Gastronômico das Favelas do Rio. O Jorge, criador e comandante do estabelecimento, já está famoso, e além de constar no guia já foi personagem de diversos jornais que foram até Nova Brasília para conhecer seu sanduíche, muito parecido com o similar da rede do palhaço.

Além dos hambúrgueres, peça também um pudim de leite. É sério, peça mesmo.
Jorge e o Big Favella (fonte da imagem)
Ficou com vontade? Então siga essas dicas: pegue o teleférico na Praça das Nações (custa R$1,00) e desça na estação Itararé. O Doce Lar fica logo em frente, na Rua da Assembléia. 

Estação Itararé do teleférico

O Big Favella


Um comentário:

  1. O melhor Hamburguer do Complexo do Alemão!
    GO GO GO , turistas (:

    ResponderExcluir