quinta-feira, 3 de julho de 2008

A vida pode ser bem sacana

Durante minha adolescência li alguns livros do Paulo Coelho e um tema bem recorrente em seus escritos era a interpretação dos sinais. A vida coloca no seu caminho vários sinais que se forem bem interpretados podem esclarecer muitas dúvidas, ajudar a visualizar soluções para problemas, te dar insights sobre seu futuro entre outros objetivos. Basta você ser um bom nas interpretações.


Esses sinais podem vir de diversas formas: a página de um livro depois de uma abertura aleatória, uma música, o formato das núveis, borra de café, cartas, búzios... as possibilidades são infinitas. Eles acontecem ao longo do dia, cabe a você desenvolver sua habilidade em captá-los e entendê-los.

Não acredito no destino e tampouco no Paulo Coelho (principalmente depois que contou que deu umazinha no pedalinho da Lagoa), mas às vezes a vida pode ser bem sacana.

Hoje estava eu descendo as escadas do metrô quando um senhor, de idade avançada e com dificuldades em descer, virou para mim e disse:
- Olha como você desce rápido. Como é bom ser jovem. Que saudade tenho da minha juventude blá blá blá.
Velho filho da puta! Será que ele sabia que é meu aniversário e que bateu a síndrome Charlie Brown?
Agora não importa, mas que essa foi foda, isso foi.
Leia também:

Nenhum comentário:

Postar um comentário