quarta-feira, 23 de julho de 2008

Angu com costela


Uma coisa que minha digníssima nunca vai entender é a coragem que tenho para comer determinadas coisas pela rua. Adoro uma comida de rua, um pé-sujo e seus quitutes: moela, angu, mocotó, coxinhas engorduradas, batatas calabresa, sardinha frita, torresmo, feijão, sanduíches de carne assada e similares. Não resisto.

É por isso que este blog, na condição de um guia (ou tentativa de), dá as dicas dos melhores pés-sujos da Ilha do Governador e adjacências.

Anota mais uma: depois das 18 horas, quandos as lojas começa a fechar e os camelores iniciam a ocupação da Uruguaiana, surge uma carrocinha que vende um angu com costela espetacular. Fica bem na esquina da Uruguaiana com a Buenos Aires. O copo pequeno custa dois reais, o grande dois e setenta e o prato seis reais. Mas aviso: só se arrisque se você tiver anticorpos para tanto. Se for marinheiro de primeira viagem é bom nem chegar perto.

São duas panelas enormes e pelo nível em que elas estavam e pela alta rotatividade de fregueses dá para perceber que não se trata de qualquer angu. Muito gostoso, mas é preciso coragem. Irmão, é preciso coragem. A visão não é uma das melhores mas não deixe a aparência bizarra deste tradicional prato popular te enganar.


Exibir mapa ampliado

Leia também, no blog Guia Ilha do Governador - Alternativo!:

Nenhum comentário:

Postar um comentário